Adestrar seu cachorro: comandos básicos

Precisa de muita paciência e dedicação durante o processo. É substancial que você tenha em mente como funciona a mente do seu cachorro, uma vez que existem raças muito fáceis de adestrar como também existem raças que pode acabar tirando sua paciência. Por isso mantenha a calma e tente não sair dos trilhos na hora […]






adestrar seu cachorro

Precisa de muita paciência e dedicação durante o processo. É substancial que você tenha em mente como funciona a mente do seu cachorro, uma vez que existem raças muito fáceis de adestrar como também existem raças que pode acabar tirando sua paciência. Por isso mantenha a calma e tente não sair dos trilhos na hora de adestrar o seu cachorro!

Separamos alguns truques e dicas que vai te ajudar na hora te adestrar seu cão.

dar a pata

Ensine-o a dar a patinha

Sem dúvidas todo mundo que vai começar a treinar o cachorrinho tem a intenção de ensiná-lo a dar a patinha. É fácil se feito com frequência. Segure um petisco e dê a mão ao seu cachorro (de preferência a mão diferente do petisco). Em algum momento ele vai colocar a pata na sua mão. É nesse momento que você vai entregar a recompensa e fazer carinho.

Não esqueça de dizer o comando, como “dê a pata” ou outra forma que você preferir.

Ensine-o a marcar território

A coisa mais desagradável é ver as necessidades do seu animalzinho em todo canto da casa por falta de disciplina. É necessário, portanto, que comece a criar o hábito de colocar jornais e sempre levar o cachorro para lá.

Esse truque demanda um pouco mais de tempo, não pense que do dia para a noite o seu cachorro vai entender que ali é o “banheiro” dele. Também é importante reparar a que momento do dia seu animal sente mais vontade de se aliviar, assim, toda vez que ele fizer suas necessidades em um lugar inapropriado, repreenda-o no momento do ato!

Ensine-o a rolar

Antes de ensiná-lo a rolar no chão é preciso treiná-lo para que ele deite. Funcionará quase da mesma forma como dar a pata. Pegue um petisco e vá abaixando a mão até o momento que o cachorro se deitar. Logo em seguida dê o petisco para ele entender que atingiu o objetivo que você queria.

Para fazê-lo rolar, repita o comando anterior e depois leve o petisco para trás do rosto e vai fazendo um círculo. Ele vai ficar curioso e acompanhar sua mão, assim ele irá rolar!

Ensine-o a sentar

Fazer o seu cachorro sentar deve surgir de forma natural! No momento que você ver ele sentando elogie-o. É o mais básico e com isso não é complicado. Pegue um petisco e levante para que o cachorro visualize, em seguida vai abaixando a mão até o cachorro sentar.

Esse comando deve ser feito com frequência e a recompensa precisa ser dada no momento que o seu pet senta. Com isso use uma palavra para que ele associe, como “SENTA”

Dicas:

Como visto, as recompensas são importantíssimas no processo de adestramento. O cachorro irá associar isso como algo bom e sempre irá seguir o seu comando.

Outra dica importante é nunca deixar o cãozinho ficar entediado, tente sempre equilibrar o treinamento. Reserve 15 minutos do dia para se dedicar ao treino.

Também é imprescindível que durante o procedimento você não bata nele. Cachorros precisam da confiança com o dono, então seja sempre amigável e repreenda-o apenas nas horas que ele não seguir o comando. Quando fizer algo errado apenas diga “NÃO” de forma autoritária mostrando que é você quem manda.

Gostaram dos truques? Adestrar seu cachorro não é tão complicado quanto parece. Conte para gente se você já usou algum comando desse post.

5 dicas de cuidados com o pássaro que você precisa saber

Não são somente gatos e cachorros que se tornam bons animais de estimação. Apesar de serem mais comuns, as aves também se encaixam nesse perfil. Cuidados com o pássaro é fundamental! Não pense que é fácil escolher um pássaro, colocá-lo em uma gaiola e dar uma visitinha uma vez ou outra. As aves domésticas precisam de […]






cuidados com o pássaro

Não são somente gatos e cachorros que se tornam bons animais de estimação. Apesar de serem mais comuns, as aves também se encaixam nesse perfil. Cuidados com o pássaro é fundamental! Não pense que é fácil escolher um pássaro, colocá-lo em uma gaiola e dar uma visitinha uma vez ou outra. As aves domésticas precisam de certos apelos que muitas vezes, você, que está pretendo adquirir um novo amigo com asas ainda não sabe!

Separamos algumas dicas importantes para saber se realmente está preparado, e caso ainda não esteja, depois desse post você estará bem confiante!

A escolha:

Conheça qual a espécie/raça você está pretendendo levar para casa. Isso porque existem infinitas raças que podem ser listadas como mais exigentes tendo um temperamento nada legal. Pesquise muito, converse com o vendedor e veja se você está apto para arcar com suas despesas. Caso você seja novato nesse novo mundo, recomendamos que escolha aves mais conhecidas para serem domesticadas como as calopsitas, papagaios ou periquitos.

Abrigo:

Se você está querendo trazer duas aves de uma vez, cuidado! Como já dito antes, conheça a espécie. Deixar em contato dois pássaros que ainda não se conhecem, pode ser complicado, por isso tenha em mente uma gaiola adequada. Recomendamos que você compre uma gaiola que dê a possibilidade da ave poder abrir suas asas independente do canto que ela tiver, para que assim ela não se sinta limitada.

Certifique-se do lugar em que essa gaiola será colocada! As aves requerem muito cuidado devido à temperatura.  Dependendo da região que você mora a espécie que está trazendo tem uma origem de clima totalmente diferente do seu. Devido a isso, faça com que sua ave se sinta o máximo confortável em seu habitat.

Transporte:

Na hora de trazer sua nova amiga, tenha em mente uma gaiola adequada para o transporte. Além disso, recomenda-se que jogue uma toalha sobre a gaiola para dar privacidade a ela. Durante o percurso, para evitar que fique balançando segure-a firme.

E não esqueça de ver se sua ave está respirando, deixe sempre uma fresta de ar para ela poder respirar!

Alimentação:

A quantidade de alimento varia de espécie para espécie, o mesmo serve para o tipo de alimento. Não vá imaginando que todas as aves se alimentam da mesma comida. Portanto, pesquise sobre as preferências que sua ave requer. Uma vez ou outra é legal levar frutas ou vegetais que você come a ela pois é muito saudável.

Estímulo:

Ficar em uma gaiola a maior parte do tempo pode ser entediante. Por isso, torne a rotina de sua ave mais interessante e estimulante! Coloque diversos brinquedos e varie sempre. Isso ajudará muito a se livrar do tédio.

Higiene e saúde:

E sem dúvidas a mais importante e vital dica para sua ave! Limpe a gaiola de seu pássaro frequentemente, apare suas penas, jamais deixe as vasilhas de comida embaixo de galhos pois elas podem defecar em cima e ser nada agradável. Também, recomendamos que você use alguns jornais velhos no fundo da gaiola para facilitar a limpeza. Visitas a um (a) Médico (a) Veterinário (a) especialista em aves é de suma importância.

Produtos essenciais para cuidar da vida do seu novo animalzinho você encontra na nossa loja Arenales!

Gostou? E agora? Está mais confiante para trazer o novo membro da família? Conte para gente!

Porque pai de pet, é pai também

Seu filhote de quatro patas pode não dizer ”te amo” em palavras, mas abana o rabinho para expressar todo o seu amor. Pode não falar quando está faminto, mas dá um jeito de arrastar o pote de ração até você, também pode não mandar um whatsapp quando está com saudade, mas sente o seu cheirinho […]






pai-de-cachorro

Seu filhote de quatro patas pode não dizer ”te amo” em palavras, mas abana o rabinho para expressar todo o seu amor. Pode não falar quando está faminto, mas dá um jeito de arrastar o pote de ração até você, também pode não mandar um whatsapp quando está com saudade, mas sente o seu cheirinho de longe. Ser pai é realmente uma alegria, seja pai de gente ou de cachorrinho.

O amor é o mesmo

Quando alguém se propõe a cuidar de um animalzinho, também vivencia a mesma experiência paterna com responsabilidades e deveres: criar, educar e participar do desenvolvimento do pet. Um estudo realizado na Universidade Melbourne, na Austrália, comprovou esse elo paterno através de um hormônio presente nos mamíferos conhecido como octional. Ele é responsável pelo amor entre os peludinhos e seus tutores, legal né?

Paizão coruja

Aquela frase que os filhos serão para sempre bebezinhos, não pertence só aos humanos, mas ao mundo pet também!

  • Papai de bichinho adora enfeitar o filhote com roupas, correntes e acessórios;
  • Mimam com ração, presentinhos e passeios;
  • Fotos? Ah, elas são feitas em todos os momentos e em todos lugares possíveis. “É só dizer olha o passarinho” e pronto;
  • Para os pais apaixonados, seu filho pet será para sempre o mais bonito;
  • E como todo bom herói, cuida da sua cria como ninguém.

Felicidade completa.
Se você ainda não é pai de um peludinho, ADOTE e encontre o real sentido de amar.

Como está a caderneta de vacinação do seu pet?

“É só uma picadinha, nem vai doer nada”. Quem aí gostava de tomar vacina quando era criança? Ninguém, né? Para os peludinhos, esse também não é um dos momentos mais agradáveis, mas a gente sabe que tudo é para o bem deles. Afinal, quem ama, imuniza e previne os pets das mais diversas doenças infecciosas, […]






carteira de vacinacao pet

“É só uma picadinha, nem vai doer nada”. Quem aí gostava de tomar vacina quando era criança? Ninguém, né? Para os peludinhos, esse também não é um dos momentos mais agradáveis, mas a gente sabe que tudo é para o bem deles. Afinal, quem ama, imuniza e previne os pets das mais diversas doenças infecciosas, garantindo a saúde e bem-estar.

Vida longa, saudável e feliz

Os animais também precisam fortalecer o sistema imunológico, por isso a vacinação é indicada como método de proteção eficaz, responsável por livrar o seu amiguinho de quatro patas de uma série de doenças perigosas. No caso dos cães, as mais comuns são: Leptospirose, Parvovirose, Hepatite infecciosa, Cinomose, Coronavírus, Parainfluenza e Raiva, já nos felinos a Panleucopenia, Rinotraqueite, Raiva, Calcivirose e Leucemia Felina ocorrem com frequência.

Vacinar também é cuidar da saúde do seu filhote e das pessoas que convivem com ele, isso porque existem algumas enfermidades que são transmitidas dos animais para nós, humanos (zoonoses).

Exemplos de zoonoses

  • Raiva: Uma das maiores preocupações para saúde pública, cuja infecção ocorre por meio da saliva dos animais. A doença é caracterizada como encefalite progressiva e aguda, ou seja, uma inflamação localizada no cérebro com taxa de mortalidade de 100%, tanto nos animais como nos homens.
  • Leishmaniose: Doença infecciosa causada por protozoários parasitas do gênero leishmania e transmitida pela picada do mosquito palha, provocando feridas na pele e outros sintomas como: febre alta, dor e inchaço abdominal.

Orientação

A primeira vacinação canina deve ocorrer após os 45 dias de vida, mas antes é essencial que o dog seja examinado por um médico veterinário qualificado, pois caso ele esteja com alguma doença, a dose anti cinomose não terá efeito. Depois de ser avaliado, o veterinário poderá realizar a aplicação corretamente.

Já o calendário de vacinação dos felinos tem início após os 60 dias de vida, com a 1ª dose da polivalente V3 ou V4.

Outra dica importante é evitar o banho dos pets no mesmo dia da vacinação, isso pode diminuir a imunidade deixando-os mais sensíveis. Então, nada de chuveiro, ok?

Efeitos

Alguns animais podem ainda apresentar reações após a aplicação da vacina como: febre, apatia e ausência de apetite. Nesta situação, o ideal é deixar o filhote em observação e manter a calma.

Pratique a guarda responsável, um ato de amor pode prolongar a vida do seu fofucho, por isso lembre-se de deixar a caderneta de vacinação sempre atualizada.

 

O amor está no “AU”

Mandar flores, escrever cartas ou convidar para um jantar especial, esses itens podem não estar no protocolo de romantismo dos peludinhos, mas eles dão um verdadeiro show de fofura quando o assunto é o amor. Enquanto as lojas estão repletas de presentes para o dia dos namorados e as redes sociais dão dicas de lugares […]






Arte552

Mandar flores, escrever cartas ou convidar para um jantar especial, esses itens podem não estar no protocolo de romantismo dos peludinhos, mas eles dão um verdadeiro show de fofura quando o assunto é o amor.

Enquanto as lojas estão repletas de presentes para o dia dos namorados e as redes sociais dão dicas de lugares românticos para impressionar o cônjuge, os pets demonstram o afeto de um jeito mais simples: utilizando apenas as suas atitudes. Confira abaixo ações que são consideradas verdadeiras provas de amor pelos animais.

Olhando com aquela carinha de pidão

O olhar do seu lindinho pode dizer muitas coisas, principalmente quando ele quer receber carinho ou deseja se divertir um pouquinho, isso demonstra o quanto a sua presença é importante para ele.

Levar até você o brinquedo favorito

Essa atitude expressa o quanto o seu pet quer te fazer feliz. Ele não deseja só brincar, mas sim proporcionar bons momentos entregando um objeto carregado de valor.

Dormir de cãochinha

Se depois daquele dia cansativo e estressante, o seu bebê insiste em ficar coladinho em você com muitos lambeijos, é um belo sinal de companheirismo e lealdade. Valorize!

Ficar feliz com sua chegada

O seu pet te ama. Ficar algumas horas distantes pode parecer uma eternidade, por isso quando ele escuta o barulho da porta se abrindo fica difícil conter os pulinhos de alegria.

Levantar a sobrancelha esquerda

De acordo com um estudo japonês, esse comportamento revela a primeira demonstração de reconhecimento do dono, sendo também uma forma de expressar o amor.

O seu melhor amigo boceja junto com você?

Se essa cena ocorre com frequência, você pode se considerar uma pessoa querida.  Segundo uma pesquisa realizada na Universidade Duke, nos Estados Unidos, os peludinhos só se sentem à vontade para bocejar quando estão diante de uma pessoa especial.

Nem precisamos dizer o quanto o convívio com os pets pode te fazer feliz, né? Com eles, não existe essa de amor não correspondido.  Carinho e lambeijos estão mais que garantidos.

Lambedura Excessiva: entenda essa mania dos pets

O seu Pet sofre de lambedura excessiva? Saiba os motivos e como acabar com isso. Lamber excessivamente pode soar como algo natural, já que os felinos possuem esse hábito para limpeza. E os cachorros, se lambem por várias razões como tédio, falta de exercício físico, ansiedade e o estresse. A compulsão por lamber as patas, […]






Lambedura-excessiva

O seu Pet sofre de lambedura excessiva? Saiba os motivos e como acabar com isso.

Lamber excessivamente pode soar como algo natural, já que os felinos possuem esse hábito para limpeza. E os cachorros, se lambem por várias razões como tédio, falta de exercício físico, ansiedade e o estresse.

A compulsão por lamber as patas, genitais e cauda ocorre pelo tédio decorrente do estresse. Outros fatores são a falta de atividades físicas e o comportamento da família (dar menos atenção ao pet), deixar o animal preso também é causador da lambedura excessiva.

É fundamental prestar atenção de forma especial e profunda em relação aos sentimentos dos pets. As emoções dos cães não podem ser coadjuvantes, pois elas antecedem comportamentos bons e ruins. Dessa forma, é essencial estabelecer uma rotina saudável aos cachorrinhos. Esta deve incluir passeios, aulas de adestramento, socialização com outros animais. Ao notar que o cachorro passou por mudanças bruscas em sua vida, ele precisará de atenção.

Se o cão está ocupado, fazendo interação com os donos, possui uma alimentação adequada, faz passeios durante o dia e brinca com seus brinquedos favoritos, dificilmente ele irá desenvolver compulsão por lambedura. Não esqueça da importância de manter a saúde física e psicológica do animal, para evitar qualquer problema.

Gostou? Continue nos acompanhando e fique por dentro do mundo pet!

 

Saiba como cuidar do seu aquário

Se você é criador de peixes ornamentais essas dicas vão ser muito úteis na hora de cuidar do seu aquário. Embora pareça uma tarefa passiva, a observação do seu aquário regularmente pode mostrar muita coisa. Nessa hora precisamos ficar atentos para perceber as pistas visuais que ele pode nos oferecer, indicando alterações na qualidade da […]






Se você é criador de peixes ornamentais essas dicas vão ser muito úteis na hora de cuidar do seu aquário.
Embora pareça uma tarefa passiva, a observação do seu aquário regularmente pode mostrar muita coisa. Nessa hora precisamos ficar atentos para perceber as pistas visuais que ele pode nos oferecer, indicando alterações na qualidade da água ou no comportamento do seu peixe.

Os primeiros sinais podem passar despercebidos, levando a condições mais graves ou mais persistentes. Então preparamos algumas dicas de como estar atento ao fazer a manutenção do seu aquário:

como-cuidar-do-seu-aquario

  • Faça um teste para ver se o PH da água está correto. As lojas especializadas vendem kits para essa finalidade. Se o PH não estiver suficientemente equilibrado será necessário trocar a água.
  • A cada duas semanas, retire a decoração do aquário e deixe-a de molho para retirar os resíduos. Finalize, enxaguando bem as peças antes de retorná-las ao aquário.
  • NUNCA troque o cartucho de seu filtro. Ele comporta todas as boas bactérias que são o coração do aquário.
  • Esfregue o aquário com uma esponja, toalha ou outro pano de limpeza novos (certifique-se de usar algo livre de sabão ou qualquer fluido de limpeza e não deixar nenhum resíduo quando esfregar
  • Plantas vivas custam um pouco mais do que as de plástico, mas elas podem ajudar a manter o equilíbrio químico e saudável de seu aquário.
  • Mantenha a temperatura da água constante. Geralmente, os peixes morrem com o choque de mudar da água morna para a fria.

A boa manutenção do aquário é essencial para permitir que os peixes tenham água limpa e oxigênio suficientes para sobreviver. Se a água do aquário estiver cheia de impurezas, o oxigênio será escasso e o seu peixe terá dificuldades para manter-se vivo.

Gostou? Agora acesse loja.arenales.com.br, conheça e saiba como comprar nossos produtos homeopáticos para peixes ornamentais e deixá-los mais saudáveis. Quem ama, trata com Arenales!

Como tratar sarna em suínos ?

A sarna sarcóptica é a doença de pele mais frequente nos suínos, e causa muitos prejuízos à atividade suinícola. A transmissão é maioritariamente pelo contato direto entre os animais, ou seja, quando há identificação de sarna em animal o risco de todos os animais do grupo estarem infectados é grande; também entre mães e filhos e entre […]






A sarna sarcóptica é a doença de pele mais frequente nos suínos, e causa muitos prejuízos à atividade suinícola. A transmissão é maioritariamente pelo contato direto entre os animais, ou seja, quando há identificação de sarna em animal o risco de todos os animais do grupo estarem infectados é grande; também entre mães e filhos e entre macho e fêmea que acasalam; ou pode ser transmitida indiretamente por meio de pessoas, materiais de limpeza, alimentos, veículos de transporte ou instalações contaminadas.

sarna em suino

Causada pelo ácaro Sarcoptes scabei, exige controle criterioso quando detectada, para não persistir no plantel. As consequências da doença estão associadas à queda de peso, atraso no crescimento, redução da eficiência reprodutiva e da produção leiteira – o que resulta em filhotes com menor peso – enfraquecimento e, em casos extremos, até a morte dos animais. Os animais ficam muito nervosos e se coçam bastante, a inquietação constante faz o animal demorar mais para atingir o peso de abate, prejudicando a produção.

O diagnóstico da sarna sarcóptica suína pode ser realizado com base nos sinais clínicos característicos e na visualização das lesões. As lesões podem ocorrer por todo o corpo, porém, são mais encontradas em regiões onde os pelos são mais finos como na cabeça, por exemplo. O foco primário mais comum é nas orelhas, há perda de pelos e pele espessa e crostosa.

A Arenales Homeopatianimal® oferece o FATOR SARNA SUÍNO®, que é um medicamento homeopático complementar para o controle da sarna em suínos. O medicamento é produzido pelo laboratório Arenales de acordo com as boas normas de fabricação e qualidade dos medicamentos de uso veterinário. É indicado para os reprodutores e para as matrizes. Após 10 dias de uso do FATOR SARNA SUÍNO®, as lesões da sarna gradativamente estarão sendo reduzidas.

A sarna sarcóptica em suínos pode provocar perdas económicas substanciais e colocar em risco a produtividade da criação e produção dos animais. O tratamento através dos medicamentos homeopáticos da linha Fatores® Arenales é indicadopara essa e outras doenças, não causam efeitos colaterais e tratam da saúde do animal de forma natural. As doses homeopáticas devem sempre ser administradas conforme indicação do médico veterinário.

remedio de sarna suina

 

Intoxicação por Medicamentos

Se você ama e se preocupa com animais assim como nós, você deve saber que o assunto é sério quando se trata de medicamentos. É preciso ter muito cuidado e atenção na hora de medicar seu bichinho. Infelizmente a intoxicação por medicamentos existe, é um problema que pode levar o animal a óbito e é […]






intoxicao por remedioSe você ama e se preocupa com animais assim como nós, você deve saber que o assunto é sério quando se trata de medicamentos. É preciso ter muito cuidado e atenção na hora de medicar seu bichinho. Infelizmente a intoxicação por medicamentos existe, é um problema que pode levar o animal a óbito e é mais comum do que você imagina.

Cuidar da saúde do animal não é uma tarefa muito fácil, mas quando tomamos todos os cuidados necessários e seguimos todas as orientações as chances de errar praticamente desaparecem. Quem não deseja ter um animalzinho lindo e saudável?

Sempre que seu animal estiver doente ou apresentar algum sintoma diferente, procure um bom veterinário, de sua confiança que dará todo suporte que vocês precisam.

Cada organismo de cada animal funciona de uma maneira, e reage de uma forma diferente ao receber medicamentos, e o mais importante: as reações são imprevisíveis e totalmente diferentes de pessoas. Algumas substâncias consideradas ‘fracas’ e inofensivas aos humanos são extremamente prejudiciais aos animais; não importa a raça ou tamanho, cada animal requer cuidados específicos e cautelosos. A medicação errada pode levar a outros problemas, deixando seu animalzinho mais doente ainda, causando efeitos colaterais, sequelas, além de correr risco de morte.

A Arenales tem essa preocupação de cuidar do seu animal com toda segurança e qualidade, nós sabemos que o medicamento pode se tornar um veneno se usado de maneira errada. Por isso contamos com um laboratório de última geração, que traz toda tecnologia para estudos e testes avançados, com profissionais qualificados e empenhados em levar saúde em forma de medicação. Nossos medicamentos são homeopáticos, sua fórmula é feita da própria matéria prima e diluída em água. Livres de efeitos colaterais, alergias, intoxicações e tudo que possa colocar a saúde do seu animal em risco.

Todo medicamento precisa estar dentro do nosso rigoroso padrão de excelência, para garantir o bem estar animal e tranquilidade do proprietário.

Em nossa loja online você encontra:

medicamentos para cães, gatos, peixes, equinos, bovinos, aves e outros. São várias linhas de produtos para cura e prevenção, de alta qualidade e super acessíveis.

Se você ama seu animalzinho cuide dele corretamente; use medicamentos homeopáticos, use Arenales!

remedios homeopaticos para animais

 

 

Filhote prematuro

Um filhote requer cuidados e uma atenção especial. Nós que amamos cuidar dos nossos bichinhos desde seu primeiro instante de vida, ficamos ansiosos esperando por sua chegada. Mas e quando eles realmente chegam antes da hora? Os cuidados precisam ser redobrados! Um filhote prematuro é um ser extremamente frágil. Confira alguns cuidados necessários: Acompanhamento: esteja […]






Um filhote requer cuidados e uma atenção especial. Nós que amamos cuidar dos nossos bichinhos desde seu primeiro instante de vida, ficamos ansiosos esperando por sua chegada. Mas e quando eles realmente chegam antes da hora? Os cuidados precisam ser redobrados!

filhote_prematuro

Um filhote prematuro é um ser extremamente frágil. Confira alguns cuidados necessários:

  • Acompanhamento: esteja por perto, assim tanto o animal quanto o filhote sentem-se mais seguros e caso aconteça algum imprevisto você vai estar ali para socorre-los imediatamente.
  • Presença da mãe: o filhote prematuro deve estar sempre ao lado da mãe, recebendo calor, amamentação e carinho, é claro. É muito importante observar o comportamento da mãe e perceber se ela quer ou não cuidar de seu prematuro.
  • Peso: o filhote prematuro deve ser pesado. Nas primeiras 24h de vida o filhote perde aproximadamente 10% do peso em que nasceu. Depois deve ganhar 10% ao dia. Uma parada ou perda de peso sempre indicam que alguma alteração pode estar ocorrendo.
  • Amamentação: caso a mãe não queira amamentar, seja por rejeição ou por falta de leite, os filhotes devem ficar em locais aquecidos com temperatura ambiente e serem amamentados artificialmente.
  • Reações: Caso você perceba alguma reação diferente do comum, atraso na formação ou sintomas diferentes no seu filhote procure um veterinário urgente e veja o que está acontecendo. Um tratamento precoce pode salvar a vida do seu filhote.

Os cuidados não param por ai. Mesmo crescido e esperto, seu Pet  sempre precisa de atenção quando o assunto é saúde. Nesse caso, nada melhor do que medicamentos homeopáticos para deixar seu pet mais saudável e protegido.
A Arenales conta com medicamentos livres de efeitos colaterais e reações alérgicas. O Pró Imune Pet por exemplo, é um medicamento homeopático que promove  melhor aproveitamento dos alimentos, e ativa os mecanismos de defesa do organismo deixando seu animalzinho imune a infecções, doenças causadas por parasitas, e muitas outras complicações.

Garanta a qualidade de vida do seu eterno bebê.

pet_saudavel