Todos os posts da categoria: Cães

Depressão em cães: saiba como identificar e tratar

Se engana quem pensa que os animais estão livres das doenças mentais como ansiedades e depressão. Pelo contrário, elas podem sim se manifestar nos animaizinhos de maneira muito semelhante ao do ser humano, principalmente na forma silenciosa de agir, e é por isso que exige muita atenção para identificar e ser tratada o quanto antes. […]






Se engana quem pensa que os animais estão livres das doenças mentais como ansiedades e depressão. Pelo contrário, elas podem sim se manifestar nos animaizinhos de maneira muito semelhante ao do ser humano, principalmente na forma silenciosa de agir, e é por isso que exige muita atenção para identificar e ser tratada o quanto antes.

depressao_em_caes

O que causa depressão em cães

As causas mais frequentes são as mudanças na rotina, mudança de casa, perda ou adição de um novo integrante na casa e períodos em que o animal esteve doente.

Quais os sinais da depressão em cães

Os sinais podem variar de acordo com cada pet. Cada cãozinho tem seu jeitinho de viver, então perceber mudanças de comportamento é fundamental.

Fique atento a perda de apetite, isolamento, apatia, tristeza e intolerância a toques e aproximação.

Como tratar a depressão em cães

O primeiro passo é levar seu cãozinho ao veterinário. Após ser diagnosticado seguir à risca as orientações do veterinário é essencial para a recuperação.

Medicamento é uma das principais formas de tratamento, há casos que os medicamentos homeopáticos podem ser prescritos como uma alternativa juntamente com atividades físicas, essa combinação pode trazer excelentes resultados.

Vale lembrar que além de medicamentos e atividades, o pet precisará de muito carinho e atenção para amenizar os sintomas da depressão.  Mostre a ele o quanto é querido por você, e que assim como ele, você é um amigo fiel.

Gostou? Acompanhe nosso blog, redes sociais e fique por dentro de mais dicas para cuidar bem do seu cãozinho.

Infecções em pets e gato

Você pode não saber, mas existem bactérias em todo lugar e há milhares delas no ar, na água, inclusive em nossos corpos. Com nossos animaizinhos de estimação isso não é diferente. Essas bactérias são as responsáveis pela maioria das infecções em pets e gato e outras doenças que rondam o nosso dia a dia. Cães e […]






Você pode não saber, mas existem bactérias em todo lugar e há milhares delas no ar, na água, inclusive em nossos corpos. Com nossos animaizinhos de estimação isso não é diferente.

Essas bactérias são as responsáveis pela maioria das infecções em pets e gato e outras doenças que rondam o nosso dia a dia.

Cães e gatos são mais propícios a terem diversas infecções bacterianas. Algumas destas infecções podem até mesmo ser fatais! Mesmo uma pequena infecção bacteriana, se não tratada, pode levar nossos pets a graves problemas de saúde.

infecao em cao e gato

As reações podem ser as mais diferentes, e cada pet pode reagir de uma forma, o importante é estar sempre atento para perceber qualquer mudança no comportamento do seu animal, afinal, os sintomas podem não ser tão óbvios.

Veja alguns sintomas:

  • Queda de pelos;
  • Perda de peso;
  • Aumento do volume de urina;
  • Diarreia ;
  • Diminuição do apetite;
  • Vômitos;
  • Urina com sangue;
  • Desânimo e fraquezas em geral;

Se você desconfia que o seu pet está com infecções, procure um veterinário para fazer o diagnóstico o mais rápido possível. É preciso realizar alguns exames para avaliação antes de começar o tratamento.

Para um tratamento seguro e eficaz utilize produtos de confiança que não vão oferecer nenhum risco ao seu animalzinho.

Você já ouviu falar em Homeopatianimal?

Os remédios homeopáticos são produtos naturais a base de água que não apresentam efeitos colaterais, alergias e outras complicações, proporcionando assim um tratamento muito mais fácil e tranquilo.

Na Arenales Homeopatianimal® você encontra o produto ideal para tratar seu pet. O Fator Infecções Pet® é indicado como medicamento homeopático complementar para processos infecciosos, em cães e gatos. Ele age logo no sistema imunitário do organismo ativando os mecanismos de defesa. Desta forma os processos infeciosos tem seu quadro abrandados, pois potencializa a recuperação do animal.

Encontre esse e outros produtos da linha Arenales. Trate bem, trate com Arenales!

remedio para sistema imunologico pet

 

Como melhorar a imunidade do meu pet?

Se você tem um animalzinho em casa, é importante identificar os sintomas quando ele estiver ficando com a imunidade baixa. Assim você pode evitar que ele fique doente! É claro que uma consulta com um veterinário de confiança é sempre a mais segura opção, mas você pode e deve constatar os sintomas com antecedência para […]






Se você tem um animalzinho em casa, é importante identificar os sintomas quando ele estiver ficando com a imunidade baixa. Assim você pode evitar que ele fique doente!

É claro que uma consulta com um veterinário de confiança é sempre a mais segura opção, mas você pode e deve constatar os sintomas com antecedência para evitar problemas de saúde mais graves em seu pet.

imunidade do meu pet

Veja alguns sintomas:

Por que me preocupar com a imunidade do meu pet?

Melhorando o sistema imunológico do cão você deixará ele livre de complicações e futuros problemas de saúde. Além de oferecer aquele cuidado extra para os filhotes e os mais velhinhos, que nessas fases ficam em uma situação mais vulnerável.

O sistema imunológico é responsável por nos proteger de uma variedade de agentes infecciosos como bactérias, fungos, parasitas e vírus e com os pets, não é diferente.

O que pode enfraquecer o sistema imunológico do meu animal de estimação?

Os fatores para que um pet tenha um sistema imunológico fraco podem ser físico ou psicológico. Também não devemos descartar razões externas. Como por exemplo:

  • Mudanças bruscas de temperatura
  • Poluição
  • Parasitas internos e externos
  • Estresse
  • Déficit nutricional

Como eu posso melhorar o sistema imune do meu cachorro?

  • Estar com todas as vacinas em dia
  • Receber uma alimentação de qualidade
  • Passar por exames regulares com o veterinário
  • Praticar alguma atividade física, passeios e brincadeiras
  • Estar livre de parasitas (vermes, carrapatos, pulgas)
  • Viver em boas condições sanitárias (local limpo, ventilado, com abrigo do calor e também do frio)
  • Não passar por situações estressantes
  • E claro, receber muito amor e carinho

Ter animais de estimação saudáveis ​​e felizes é a prioridade para qualquer dono. Pensando nisso a Arenales desenvolveu o Fator Pró Imune Pet, um remédio homeopático que promove um melhor aproveitamento do alimento de forma a ampliar a conversão alimentar e ativa os mecanismos de defesa do organismo.

Quem ama trata com Arenales!

pet_saudavel

 

Filhote prematuro

Um filhote requer cuidados e uma atenção especial. Nós que amamos cuidar dos nossos bichinhos desde seu primeiro instante de vida, ficamos ansiosos esperando por sua chegada. Mas e quando eles realmente chegam antes da hora? Os cuidados precisam ser redobrados! Um filhote prematuro é um ser extremamente frágil. Confira alguns cuidados necessários: Acompanhamento: esteja […]






Um filhote requer cuidados e uma atenção especial. Nós que amamos cuidar dos nossos bichinhos desde seu primeiro instante de vida, ficamos ansiosos esperando por sua chegada. Mas e quando eles realmente chegam antes da hora? Os cuidados precisam ser redobrados!

filhote_prematuro

Um filhote prematuro é um ser extremamente frágil. Confira alguns cuidados necessários:

  • Acompanhamento: esteja por perto, assim tanto o animal quanto o filhote sentem-se mais seguros e caso aconteça algum imprevisto você vai estar ali para socorre-los imediatamente.
  • Presença da mãe: o filhote prematuro deve estar sempre ao lado da mãe, recebendo calor, amamentação e carinho, é claro. É muito importante observar o comportamento da mãe e perceber se ela quer ou não cuidar de seu prematuro.
  • Peso: o filhote prematuro deve ser pesado. Nas primeiras 24h de vida o filhote perde aproximadamente 10% do peso em que nasceu. Depois deve ganhar 10% ao dia. Uma parada ou perda de peso sempre indicam que alguma alteração pode estar ocorrendo.
  • Amamentação: caso a mãe não queira amamentar, seja por rejeição ou por falta de leite, os filhotes devem ficar em locais aquecidos com temperatura ambiente e serem amamentados artificialmente.
  • Reações: Caso você perceba alguma reação diferente do comum, atraso na formação ou sintomas diferentes no seu filhote procure um veterinário urgente e veja o que está acontecendo. Um tratamento precoce pode salvar a vida do seu filhote.

Os cuidados não param por ai. Mesmo crescido e esperto, seu Pet  sempre precisa de atenção quando o assunto é saúde. Nesse caso, nada melhor do que medicamentos homeopáticos para deixar seu pet mais saudável e protegido.
A Arenales conta com medicamentos livres de efeitos colaterais e reações alérgicas. O Pró Imune Pet por exemplo, é um medicamento homeopático que promove  melhor aproveitamento dos alimentos, e ativa os mecanismos de defesa do organismo deixando seu animalzinho imune a infecções, doenças causadas por parasitas, e muitas outras complicações.

Garanta a qualidade de vida do seu eterno bebê.

pet_saudavel

 

 

Diarreia em pet: saiba o que fazer!

Você que tem um pet em casa, independente de sua idade e raça, com certeza já se deparou com essa situação: diarreia! O que pouca gente sabe é que a diarreia é um sintoma encontrado em grande parte das doenças que acometem os pets, não é simplesmente um indigesto do alimento consumido. Existem diversos fatores que podem […]






Você que tem um pet em casa, independente de sua idade e raça, com certeza já se deparou com essa situação: diarreia!

O que pouca gente sabe é que a diarreia é um sintoma encontrado em grande parte das doenças que acometem os pets, não é simplesmente um indigesto do alimento consumido.

Existem diversos fatores que podem causar a desordem intestinal do seu bichinho, mas é importante que você fique em alerta, pois essa diarreia pode ser um sinal de enfermidades mais graves causadas por microorganismos.

Veja os principais e mais visíveis sintomas:

  • Perda de peso
  • Falta de energia
  • Diminuição das atividades diárias
  • Baixa imunidade
  • Alteração no comportamento
  • Olhos fundos
  • Fraquezas em geral

A prevenção para que seja evitada a diarreia, deve ser feita regularmente, através da manutenção em dia de todas as vacinas necessárias, do cuidado com a infecção por parasitas e por um acompanhamento rotineiro com um veterinário. Qualquer alteração nas fezes do animal deve ser constatada pelo dono.

VOCÊ SABIA?

AArenales é uma empresa especializada em Homeopatianimal e traz soluções em forma de medicamentos naturais, livres de alergias ou efeitos colaterais.

O Fator Diproto Zoo por exemplo, é indicado como auxiliar de Amebiase, Cryptosporidiose, Giardíase e Isosporose em cães e gatos. Nunca ouviu falar nesses nomes? Pois é, são doenças que tem como principais sintomas a diarreia e a perda de peso.

Além disso a Arenales conta com uma grande linha de medicamentos homeopáticos, pronta para atender as necessidades do seu bichinho. Tratar com homeopatia é muito mais seguro e eficaz; é sinônimo de amor.

Mas lembre-se: fique atento e aos primeiros sinais, consulte um médico veterinário de confiança!

Seu bichinho agradece ♥

remedio para diarreia em cao

 

Homeopatia para Cães

A homeopatia para cães busca restabelecer a saúde do bichinho. Através dos medicamentos naturais a homeopatia veterinária traz tratamentos livres de efeitos colaterais e qualquer tipo de risco para seu animal. Os medicamentos homeopáticos podem ter diversos aspectos diferentes, todos diluídos em água, 100% naturais, que além do tratamento servem para prevenções de vários problemas […]






A homeopatia para cães busca restabelecer a saúde do bichinho. Através dos medicamentos naturais a homeopatia veterinária traz tratamentos livres de efeitos colaterais e qualquer tipo de risco para seu animal.

Os medicamentos homeopáticos podem ter diversos aspectos diferentes, todos diluídos em água, 100% naturais, que além do tratamento servem para prevenções de vários problemas que podem aparecer com o passar do tempo.

Todos nós sabemos que conforme a idade avança os cães começam a apresentar sinais da velhice e é nessa hora que eles mais precisam de nós.

homeopatia animal

Qualquer doença física ou mental/comportamental poderá ser tratada com sucesso pela homeopatia. A homeopatia trata das infecções e das doenças agudas ou crônicas, dos traumatismos, dos pré e pós-operados, parasitas, etc. Até em doenças mais graves, a homeopatia pode ser utilizada para melhorar a qualidade de vida do animal.

A homeopatia veterinária tem recursos para tratar todos os tipos de animais, gatos, equinos, peixes, aves incluindo claro, os cães.

Na hora de escolher a melhor forma de tratamento, opte pela homeopatia para seu pet é importante se basear em seu bem-estar e ter o auxílio de um médico veterinário de confiança.

Quando você opta pela homeopatia, você não escolhe apenas por um tratamento qualquer, uma cura e pronto, mas também de sua saúde, assim sendo, quando decidimos tratar nossos animais pela homeopatia estamos dando a eles também um melhor estado energético e uma melhor qualidade de vida.

E é isso que a Arenales Homeopatianimal faz. Ela resgata toda vitalidade e felicidade dos cães e todos os outros tipos de animais, independente de raça, idade ou tamanho.

O FATOR P&P ANIMAL GLÓBULOS® é um medicamento contra pulgas e parasitas. Ele reduz gradativamente a infestação de pulgas por interromper gradativamente o ciclo de vida destes insetos. Atua nas formas jovens e desta forma reduz a infestação gradativamente até atingir as formas adultas.

Para cada problema, você sempre terá mais de uma opção de resolução; vários tipos de medicamentos, não só para esse problema.

A Arenales também oferece produtos de tratamento contra estresse, carrapatos, infecções, vermes, traumas, lesões, etc.

Com os produtos da Arenales Homeopatianimal você tem a garantia de estar oferecendo algo seguro e eficaz ao seu melhor amigo, dando a ele uma vida mais saudável, afinal, cuidar da saúde também é uma forma de dar carinho!

homeopatia veterinaria

Como acabar com os parasitas em cães

O desconforto dos carrapatos Se você tem um animalzinho em casa e já sofreu com parasitas, vai saber bem sobre o que estamos falando. Quando encontramos algum parasita, seja mosca, pulga ou carrapato em nosso pet ou até mesmo no nosso quintal ficamos preocupados de como eles chegaram até ali. Ficamos ansiosos para evitar que […]






O desconforto dos carrapatos

Se você tem um animalzinho em casa e já sofreu com parasitas, vai saber bem sobre o que estamos falando.
Quando encontramos algum parasita, seja mosca, pulga ou carrapato em nosso pet ou até mesmo no nosso quintal ficamos preocupados de como eles chegaram até ali. Ficamos ansiosos para evitar que eles voltem já que eles oferecem grande risco à saúde dos pets.

Os parasitas se hospedam nos pets, e se alimentam sugando-os buscando sobreviver e produzir descendentes.

As moscas e os carrapatos além de transmitirem doenças graves causam grande desconforto, tirando a tranquilidade do animal de brincar, passear e algumas vezes até de se alimentar. O desconforto é constante e geralmente causam coceiras, alergias, irritabilidade, etc.

Como acabar com os parasitas?

É preciso estar sempre atento e de olho no animalzinho para não permitir que o parasita se instale nele ou para retirá-lo assim que se instalar e manter a limpeza do quintal sempre em dia. Caso o parasita se instale e você não perceba, como saber se seu animal está doente?

Na fase aguda da doença, o animal pode ter uma reação febril, diminuição do apetite, perda de peso, anemia, edema de membros, vômitos e vários outros sinais.

Tratamento

O melhor método para prevenir é fazer um tratamento constante em seu pet, assim ele ficará livre e protegido obrigando os parasitas procurarem outro hospedeiro e não voltarem mais.

Qual medicamento ideal?

A Arenales conta com o Fator Ecto Cão, um medicamento homeopático, livre de efeitos colaterais que ajuda a acabar com os parasitas. Após 15 dias de uso os parasitas começam a cair do animal, após alguns meses os carrapatos já não conseguem sugar o sangue dos animais. Desta forma, o ciclo do carrapato é interrompido.

Compre agora! Deixe seu pet seguro, saudável e muito mais feliz.

remedio para parasitas

 

Problemas auditivos em Cães

Hoje vamos tratar de um assunto muito importante: os problemas auditivos em cães. Algumas vezes os problemas auditivos são consequência da idade avançada, mas em outros casos os rojões, carros de som, bombas, fogos, afetam diretamente na audição dos animais e causam grandes danos. Nossos animaizinhos sofrem muito com isso. Por quê? Os cães possuem […]






Hoje vamos tratar de um assunto muito importante: os problemas auditivos em cães.
Algumas vezes os problemas auditivos são consequência da idade avançada, mas em outros casos os rojões, carros de som, bombas, fogos, afetam diretamente na audição dos animais e causam grandes danos. Nossos animaizinhos sofrem muito com isso.

Por quê?
Os cães possuem uma capacidade auditiva diferente do ser humano. Além disso, os cães conseguem detectar sons quatro vezes mais distantes que o ser humano. Isto acontece por razões de evolução e adaptação: o ser humano, com seus olhos posicionados bem à frente (ao contrário dos cães, que são mais laterais), consegue focar um objeto com maior precisão, além de ter um campo visual maior. Com esse aprimoramento da visão, a audição ficou em segundo plano. Nos cães, há maior dependência do sentido auditivo que nos homens; assim, sua audição deve “compensar” a sua visão.

problema_audicao_pet

Como evitar?
Para evitar problemas auditivos em cães é preciso ficar atento e observar sempre o comportamento do seu pet. Qualquer mudança brusca pode significar um problema de saúde e você precisa consultar o veterinário para iniciar o tratamento de imediato. Evitar que ele fique estressado também é um ótimo método de prevenção e poucas pessoas sabem. O estresse em excesso pode desencadear muitas outras doenças em nossos pets. Mantenha eles sempre seguros e tranquilos principalmente quando estiverem ao ar livre.

Dica
Para deixar seu animalzinho mais calmo e menos propenso a esses tipos de doença, nós recomendamos nosso Fator Estresse Pet.
Fator Estresse Pet Arenales é um medicamento homeopático indicado para todos os tipos de estresse em cães e gatos e resulta em animais mais tranquilos e saudáveis no convívio diário.

Compre nosso produto e garanta a alegria e bem estar do seu melhor amigo!

remedio_ouvido_pet

 

Mudanças climáticas não faz bem para os pets

Entramos no Outono! Para nós um grande alívio deixar um pouco o excesso de calor de lado, mas e para nossos pets? Mudanças climáticas repentinas podem não fazer muito bem para saúde deles, por isso fique de olho e saiba como cuidar dele quando as temperaturas caírem: Por que ficar atento as mudanças climáticas? Cresce […]






Entramos no Outono! Para nós um grande alívio deixar um pouco o excesso de calor de lado, mas e para nossos pets?

Mudanças climáticas repentinas podem não fazer muito bem para saúde deles, por isso fique de olho e saiba como cuidar dele quando as temperaturas caírem:

animais-que-aprecia-o-outono-magico-32

Por que ficar atento as mudanças climáticas?

Cresce o número de parasitas. Os parasitas sempre buscam um lugar quentinho para viver, é por isso que eles submergem no corpo dos animais. Quanto mais frio, haverá mais pulgas, carrapatos procurando abrigo em nossos animais, além disso, eles irão se desenvolver com mais rapidez, o seu tamanho diminuirá e será mais difícil identificá-los.

O número de mosquitos aumenta. Assim como ocorre com os parasitas, os mosquitos gostam de calor e se agrupam em poças. Os mosquitos propagam uma infinidade de doenças nos nossos animais de estimação.

Golpes de calor: O aquecimento global ocasiona temperaturas altas que podem facilmente fazer com que o seu bicho de estimação sofra um golpe de calor, podendo trazer complicações mais graves.

Cachorros de pequeno porte, como pinschers e chihuahuas, têm menos massa muscular e gordurosa, por isso, acabam sofrendo mais com as mudanças climáticas e precisam ser agasalhados. Os cuidados também devem ser redobrados em se tratando de filhotes e cães idosos porque essas são as duas faixas etárias mais vulneráveis a doenças.

Gatos, embora sintam mais frio, têm maior senso de preservação, saindo em busca de fontes de calor e se entocando em locais protegidos. Já os cães são menos independentes e precisam da ajuda dos donos para suportar o clima. Fique atento e não espere eles demonstrarem desconforto para agasalhá-los.

Como protegê-los?

Logo depois do banho, evite levá-los para a rua. O recomendado é aproveitar as poucas horas de sol durante o dia para fazer o passeio. Se o tempo estiver chuvoso, deixe-os abrigados dentro de casa. Do contrário, cresce o risco de apresentarem rinite, pneumonia, etc.

  • Roupas: são bem-vindas, mas evite os tecidos sintéticos, lãs e tricôs, pois podem causar alergias. Prefira os agasalhos de algodão ou malha macia. Preste atenção se a peça está no tamanho certo, sem apertar principalmente as axilas e as virilhas do seu bichinho, pois pode provocar fricções.
  • Sapatos: a menos que costume nevar ou gear em sua região, não são recomendados porque atrapalham o tato nas patas e são bastante incômodos.
  • Tosa: mantenha a pelagem do animal mais comprida e adie o corte para depois do inverno.
  • Vacinas: Converse com um médico veterinário para obter orientações adequadas antes de imuzinar seu bichinho.
  • Casinha: deve ser colocada em um local abrigado, sem correntes de ar e protegida da chuva. Forrar o chão com jornal, papelão ou cobertor para evitar o contato direto das caminhas junto ao piso também pode ser uma boa solução. Além disso, pode-se utilizar cobertores e edredons para proporcionar mais conforto.

Prevenção

Pensando nisso, a Arenales, fabricante de medicamentos homeopáticos de alta qualidade e segurança, traz produtos que tratam e previnem a baixa imunidade, infecções e muitos outros problemas de saúde típicos dessa época!
Medicamentos que deixam seu pet mais resistente e cheio de saúde para brincar!
Quem ama cuida e sabe que Arenales é sinônimo de proteção.

A Arenales indica o Fator Pró Imune Pet® para prevenção dos animaizinhos

PRO IMUNE PET + frasco

 

Fitness e Cães atletas

Condicionamento físico de cães atletas Retirado do livro Reabilitação e fisioterapia na prática de pequenos animais, dos autores Levine, D. et al. “O condicionamento físico pode ser definido como o processo de preparo físico e mental para a realização de uma atividade física intensa. Um cão atleta bem condicionado e treinado requer um proprietário, treinador ou tratador comprometidos […]






Condicionamento físico de cães atletas

Retirado do livro Reabilitação e fisioterapia na prática de pequenos animais, dos autores Levine, D. et al.

cao atleta“O condicionamento físico pode ser definido como o processo de preparo físico e mental para a realização de uma atividade física intensa. Um cão atleta bem condicionado e treinado requer um proprietário, treinador ou tratador comprometidos com o programa de condicionamento bem definido. O treinamento cardiovascular e musculoesquelético são partes fundamentais do programa. O treinamento também é importante, pois ensina o cão atleta as especificidades de cada atividade esportiva, também influenciando no comportamento do animal.

O condicionamento inicia precocemente na vida de um cão atleta, porém exercícios intensos são contraindicados quando filhotes, porque as epífises ósseas ainda estão abertas. Cada tipo de cão tem um período diferente de fechamento das epífises. Antes do fechamento das epífises, o condicionamento se restringe a brincadeiras e atividades voluntárias (corridas e caminhadas).

É importante que o animal seja testado ou que tenha sua família analisada, para evitar que doenças exacerbem, como a displasia coxofemoral. O condicionamento propriamente dito se inicia na puberdade, quando os hormônios andrógenos surgem, pois são importantes para o desenvolvimento muscular.

ALIMENTAÇÃO

Outro ponto chave no condicionamento de cães atletas é a nutrição. Ela deve ser balanceada e completa, com ingredientes de qualidade, de preferência ração super premium. É importante para manutenção e crescimento do cão atleta. Durante o período de exercícios intensos, os cães não devem ser alimentados.

O esvaziamento gástrico é atrasado em mais de 1 hora pelos exercícios quando o cão é destreinado. A hidratação é de suma importância, devendo ser fornecida água de qualidade à vontade, principalmente em ambientes mais quentes.

SISTEMA CARDIOVASCULAR

Durante a realização de exercícios físicos, ocorre um aumento na frequência cardíaca e na pressão arterial. Com o tempo, também ocorre aumento de hemácias no sangue. A frequência cardíaca é maior em cães obesos sendo exercitados do que em cães com peso normal. Com o tempo, o treinamento leva à adaptação do sistema cardiovascular. Estudos em humanos atletas revelaram uma diminuição da frequência cardíaca quando a pessoa está em repouso. Esse fato é particularmente observado durante o treinamento de resistência, mas também se apresenta como resposta ao treinamento de fortalecimento.

TESTE DE PREPARO

A resistência e adaptação ao exercício são avaliadas por meio de corrida em esteira, testes de caminhada com duração de 6 minutos ou pela performance física do cão durante atividades em espaço aberto como gramado, campo ou pista.

INÍCIO DO CONDICIONAMENTO FÍSICO

Durante a montagem de um plano de treinamento, é feita a escolha da frequência, intensidade e duração dos exercícios. A frequência é definida como o número de ciclos de exercício em um período de tempo (por sessão, dia ou semana). Em excesso podem ter impacto negativo no treinamento, irritar uma condição existente ou causar uma lesão, por causa do repouso insuficiente, a fadiga muscular ou cardiovascular excessiva, ou do estresse colocado sobre os tecidos durante a atividade. Não existem descrições científicas sobre os parâmetros ideais de exercícios de condicionamento físico e manutenção de cães atletas. O programa será feito especificamente para o seu cão, por um médico veterinário capacitado.

FORTALECIMENTO

A força muscular pode ser definida como a capacidade de um músculo ou grupo muscular de gerar tensão e uma força resultante. A força muscular é muito importante para cães de corrida. A força está intimamente relacionada à velocidade, como nos Greyhounds de corrida, que são muito fortes e podem alcançar uma velocidade de até 70km/h. O hormônio do crescimento pode aumentar a massa muscular em cães.

EXERCÍCIOS

Os exercícios de fortalecimento muscular se baseiam em alguns princípios básicos gerais, como o da especificidade e da sobrecarga.

– Princípio da especificidade: se refere à necessidade de treinamento dos sistemas do corpo usados durante uma atividade esportiva. Esse princípio aplicado no fortalecimento muscular visa o fortalecimento e treinamento dos grupos musculares responsáveis por uma ou várias ações necessárias para que o exercício seja realizado. O programa de fortalecimento deve ser específico para cada cão, direcionado ao tipo de atividade muscular necessária para a execução do exercício que o cão faz. Vamos dar um exemplo de um cão atleta que participa de competições de frisbee. Esse cão, em particular, acelera rapidamente em linha reta, salta, desacelera, vira-se, novamente inicia uma corrida e pula sobre um obstáculo. Então, para esse cão, o plano de fortalecimento dos membros pélvicos deve ser feito para aumentar a aceleração da corrida e o impulso do salto. Já o programa para seus membros torácicos será direcionado para aumentar a capacidade de desacelerar e girar o corpo.

– Princípio da sobrecarga: é o fator mais importante no programa de treinamento. O princípio diz que para aumentar a força (ou a resistência), deve-se empregar uma carga excedente à capacidade metabólica dos sistemas muscular e cardiorrespiratório durante o exercício. Esses sistemas devem ser exercitados até que cheguem à fadiga, para que se alcance uma melhor performance esportiva.

Os exercícios de fortalecimento incluem trote, trote em superfície inclinada, brincadeiras controladas usando bolas, puxar pesos ou carroças, galope, natação, dança, recuperação e carrinho de mão. Atividades de velocidade incluem a aceleração e desaceleração rápidas em aclives e declives, brincadeiras com bolas e até brincadeiras e corridas com outros cães.

RESISTÊNCIA

A resistência é extremamente importante para cães atletas que fazem atividades de esforço prolongado, como o pastoreio. Os exercícios aeróbicos de resistência geralmente exercitam os grande grupos musculares por mais do que 15 minutos, e são realizados várias vezes por semana. A atividade aeróbica é responsável pelo aumento (a longo prazo) da oxigenação e vascularização dos tecidos musculares; e também pela perda de peso. Também nesses atletas se observam outras mudanças, como a diminuição da frequência cardíaca em repouso e aumento da capacidade de volume cardíaco, o que resulta em diminuição da pressão sanguínea em repouso, entre outras melhoras.

Todos esses fatores contribuem para um melhor desempenho esportivo. O treinamento também deixa mais fortes os ossos, músculos e tendões; e aumenta a resistência dos ligamentos e das cartilagens.  Se o cão não tiver fatores como obesidade e deformidade nos membros, por exemplo, a atividade física não irá predispor à osteoartrose. Para o treinamento de resistência são usados o trote, a natação, esteira aquática ou terrestre e tração.

EQUILÍBRIO E PROPRIOCEPÇÃO

As atividades físicas melhoram o equilíbrio e a propriocepção. Oequilíbrio é a capacidade de adaptação durante a locomoção ou estação, sendo que também está relacionado ao ajuste na mudança de direção ou de superfícies. A propriocepção é a percepção inconsciente do movimento e da orientação espacial gerada pelo corpo. Para um melhor desempenho nas atividades do cão atleta, a propriocepção e o equilíbrio devem estar aprimorados. O treinamento proprioceptivo pode ser feito com caminhadas em círculo ou em 8 e atividades de transposição de objetos de diferentes tamanhos e formatos. Os exercícios de equilíbrio são os que exigem uma resposta rápida à mudança de inclinação, como trampolim, natação e prancha de equilíbrio. Outras atividades de equilíbrio e agilidade incluem transposição de cavaletes, mudanças rápidas de direção durante o trote ou galope, exercícios com bola terapêutica, dança, carrinho de mão, cabo-de-guerra e brincadeiras controladas com bolas.

Outro ponto muito importante no plano de condicionamento físico é o repouso. O repouso auxilia na prevenção da fadiga muscular e de lesões por uso excessivo. Entretanto, quando o cão está condicionado, as pausas para repouso são diminuídas, além de ser responsável pela redução das taxas de ácido lático circulante ao término de atividades musculares intensas.

Além disso, o condicionamento físico previne a síndrome da rabdomiólise, que ocorre pelo acúmulo de íons hidrogênio no tecido muscular durante o exercício; edema e isquemia musculares; morte de hemácias localizadas nos tecidos musculares; mioglobinúria e insuficiência renal. Essa doença é mais comumente observada após exercício intenso e em cães com pouco condicionamento físico.”

Exercícios assistidos na hidroesteira, com diferentes níveis de profundidade de água, com ou sem bóia e brinquedos, tornam as sessões de Fitness recreativas e produtivas para melhorar a performance e o condicionamento físico de cães atletas,´melhorando também sua qualidade de vida!

Para um bom controle dos benefícios de treinamento, devemos monitorar ganho/perda de peso, interesse pelo alimento, hidratação e uma medida da musculatura das coxas também pode ser útil (essa medida deve ser feita com uma fita métrica).

Quanto à dieta, é claro que deve ser a melhor possível. O aporte protéico para cães em treinamento severo, chegou a 53% em cães de trenó, sem qualquer sinal de danos hepáticos ou renais. Os carbohidratos (não vamos aqui discutir nutrição!) tem importância reduzida já que o cão tem capacidade de convertê-los a partir de várias fontes. O mesmo se observa com relação às gorduras.

Já a suplementação de perdas de sais na dieta parece revelar poucos efeitos positivos, mas realmente, os estudos com relação a este tema são muito poucos.

CUIDADOS ESSENCIAIS

Na época atual, a preparação física dos cães tornou-se um tema de destaque, assim como a associação de treinos de proprietários e cães para a manutenção da saúde de ambos.

Quando os sistemas do organismo são forçados pelo trabalho físico, o corpo responde a fim de aumentar a capacidade para reduzir o esforço (resposta de treinamento).

Alguns componentes do corpo melhoram o desempenho mais rapidamente do que outros. Os mais lentos são as estruturas dos sistemas cardiovascular e esqueléticos (músculos). Os músculos expostos a esforços freqüentes e prolongados aumentam um número significativo de capilares por mm. Após alguns meses, atingem 100% de eficácia (o que permanece com a manutenção adequada).

O coração também aumenta em tamanho e os ossos se reorganizam, assim como os tendões e ligamentos se reforçam. Em geral, o período para se notar uma melhora vai de 2 a 6 meses. Já a massa muscular responde mais rapidamente.

MANEJO DE TREINAMENTO

Os cães, desde que possam se mover, devem ser encorajados a brincar e a se exercitar, respeitando-se os limites relativos à sua maturidade.

No início, quando mais exercício livre, respeitando o sono, a alimentação, etc… tanto melhor, pois beneficia o sistema de transporte de oxigênio (principalmente o enzimático). O criador e posteriormente o proprietário, deve encorajar os filhotes sozinhos ou em grupo, conforme a raça e o temperamento, evitando sempre que as brincadeiras transformem-se em brigas.

Já na fase de adestramento, a partir dos 4 a 6 meses, iniciamos com uma caminhada de 2 a 4 km, conforme a condição do cão e do treinador, 2 a 3 vezes na primeira semana.

A distância e a velocidade da caminhada podem ser aumentadas a cada semana, até um limite a ser considerado, conforme o objetivo.

A partir de 6 ou 7 meses, os incrementos de esforço (velocidade e distância) devem ser apenas quinzenais. Na necessidade ou na proximidade de competições, esses aumentos e cargas podem ser até diários. Quanto a esta frequência, existe muitos aspectos a abordar, mas de maneira geral, o treino deve ser feito mais do que uma vez por semana, por que menos do que isso se resulta infrutífero.

VARIAÇÃO DE TREINOS

Há outras formas de treinamento como natação, esteira, Hidroesteira, brincadeiras livres (bolas, iscas etc) ou no caso do Agility, onde o próprio exercício pode ser o treinamento.

Existem muitas teorias em relação à rigidez ou flexibilidade do ritmo de treinamento, mas neste caso temos que respeitar a individualidade do cão, sob pena de termos um animal apático e desinteressado.

O programa de treinamento deve ser desenvolvido EM CONJUNTO pelo veterinário, treinador e proprietário, com o objetivo de conseguir o melhor desempenho do cão sem afetar sua saúde.

MONITORANDO RESULTADOS

Gostaria ainda de citar os danos causados pela exaustão, pelo excesso de impacto sobre as articulações, pelos “achismos” desencontrados e uso de anabolizantes.

Claro é que, submeter um cão ainda não totalmente formado ao estresse do treinamento físico ou, pior ainda, fazer longas “férias!  entre os períodos de treinamento, parecem atitudes no mínimo impensadas. O dano causado sobre as extremidades de ossos longos, ligamentos e cápsulas articulares pelo uso de técnicas de alto impacto, determina até o abandono do animal para fins de esporte.

Por último, vale ressaltar o volume excepcional de efeitos colaterais pelo uso de esteróides anabolizantes e das fórmulas “geniais”  de suplementos absolutamente não testados cientificamente e que transformam cães de futuros atletas de sucesso a ” ferro velho”  sem futuro.

REGRAS DE OURO

1. O exercício deve ser, antes de mais nada, uma atividade prazeirosa para o cão e não um tormento.
2. Não force seu filhote a uma carga de exercício muito alta. Um filhote, especialmente de raças grandes, só atinge seu ápice em termos de massa muscular e ossatura após 24 meses.
3. Não utilize nenhum suplemento ou vitamina sem consultar seu veterinário.
4. Na prática de natação, a primeira coisa que ele deve aprender é como sair da piscina.
5. Nunca deixe seu cão sozinho na piscina, uma vez que ele pode afogar-se pela exaustão de ficar nadando para se manter na superfície.
6. As caminhadas mais severas nas raças grandes também podem ser feitas com bicicleta ou moto, mas sempre respeitando o ritmo do cachorro.
7. Nunca faça exercícios com o seu cão nas horas mais quentes do dia. Prefira o começo da manhã ou o final da tarde.

Fonte: petfisio.com.br