HOMEOPATIA ANIMAL
HOMEOPATIA VETERINÁRIA

Doença do carrapato em filhotes: Como ficar atento

Quando um animal vive em um ambiente que possui a presença de carrapatos, pode estar  sujeito a ter a doença do carrapato.

Sobretudo, essa doença infecciosa é causada por um hemoparasita, sendo que o vetor de transmissão é o carrapato.

Aliás, ele se alimenta do sangue do animal e a doença do carrapato pode ser manifestada de duas formas, ou pela bactéria Erhliquia, ou pelo protozoário Babesia canis.

Como perceber que meu filhote tem a doença do carrapato?

É necessário entender o universo de cada agente infeccioso. Caso sua cachorra esteja prenha e já tenha a doença do carrapato, pode ser que os filhotes também venham  ter a doença.

Isso se deve ao fato de que se o animal foi infectado pelo protozoário, a infecção pode ser transmitida de forma indireta.

Isso ocorre porque na Babesiose, os microorganismos replicam-se e atacam os glóbulos vermelhos. Assim, tanto por transfusão sanguínea ou pela placenta, os filhos estão sujeitos a contrair a doença do carrapato.

Você consegue perceber que seu filhote está com a doença do carrapato por meio de alterações de comportamento e humor, alguns sinais incluem:

  • Falta de apetite
  • Febre
  • Dor e rigidez
  • Hematomas
  • Anemia
  • Sangramento nasal (Epistaxe)

Dicas de como acabar com a doença do carrapato do meu filhote

Se o seu filhote contraiu a doença do carrapato seja de forma indireta ou não, é aconselhável que você o leve ao veterinário com urgência.

Ademais, o profissional saberá te informar o tratamento mais adequado ao seu animal: tomar medicamentos específicos ou até mesmo realizar uma transfusão de sangue.

Ainda, é interessante seguir algumas orientações para evitar a doença do carrapato. A dica ideal seria manter distância desses ectoparasitas.

Assim, procure higienizar o ambiente que seu filhote costuma brincar.

Além disso, procure sempre conferir o pelo dele após o contato com outros animais ou ambientes desconhecidos.

Controle os carrapatos com o FATOR ECTO CÃO®.

Dessa forma, conclui-se que um ambiente bem limpo e um bom cuidado com o filhote garante a segurança contra a doença do carrapato.

Esperamos que esse artigo tenha sido útil. Até a próxima!

21.06.2019

Postado em Cães

Dê dua opinião

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.