HOMEOPATIA ANIMAL
HOMEOPATIA VETERINÁRIA

Gatos com diarreia, o que fazer?

diarreia em felinos

Ter um bichano para alegrar os nossos dias é bom demais, mas junto com essa companhia e parceria diária vem a grande responsabilidade de cuidar da melhor forma possível desse fofuxo que nos foi confiado.

Para isso é preciso sempre estar atento aos sinais que nossos amiguinhos de quatro patas nos enviam, pois, apesar de não se comunicarem verbalmente, “o corpo fala” e é através destes sinais que podemos identificar se ele está bem ou precisando de uma ajudinha.

diarreia em gatos

A diarreia é um dos sinais que podem indicar aos tutores que há algo de errado com seu felino. Esse sintoma, assim como em nós humanos, é uma defesa natural do organismo podendo ser acionada por diversos motivos como: infecção alimentar, mudança na alimentação, viroses, bactérias, presença de vermes ou parasitas.

Diante de tantas possíveis causas é essencial acompanhar a evolução deste sintoma para que caso permaneça por um tempo prolongado ou outros sintomas apareçam, o pet seja levado ao veterinário para um diagnóstico preciso e tratamento adequado. Lembrando que durante a permanência da diarreia é fundamental manter o bichano hidratado.

Possíveis causas de diarreia em gatos:

Alterações na alimentação

A diarreia pode ser ocasionada quando há uma alteração na dieta do seu bichano, pelo fato de o organismo do mesmo já estar acostumado com determinado alimento e passar por uma mudança brusca em sua rotina. Assim, o ideal é sempre consultar um veterinário antes de realizar a alteração, para receber as devidas orientações e minimizar futuras complicações no decorrer do processo.

Bactérias

Salmonella, campylobacter e escherichia coli são infecções por bactérias que também podem provocar a diarreia.

Infecção alimentar

Se o seu felino é daqueles que costuma dar uma voltinha pelas ruas da cidade e revirar algumas latas de lixo, ingerindo as comidas que ali encontra (possivelmente estragadas) ou o próprio lixo, pode sofrer com o sintoma de diarreia nos próximos dias.

Além disso, a infecção alimentar também pode ser ocasionada ao comer alimentos humanos, ainda que não estejam estragados, portanto evite dar restos de comida e restrinja a dieta do seu felino a alimentos próprios para ele.

Vírus

Doenças geradas pela contaminação por vírus também podem desencadear a diarreia em gatos. Algumas delas são:

  • Panleucopenia;
  • Coronavirose;
  • Infecção por Astrovírus;
  • Rotavirus. FIV (Virus da Imunodeficiência Felina);
  • FeLV (Vírus da Leucemia Felina);
  • FIP (Peritonite Infecciosa Felina).

Vermes e parasitas

Alguns dos vermes que podem gerar diarreia nos bichanos são:

  • Lombrigas;
  • Ancilóstomo;
  • Giárdia (aparecimento de fezes amareladas  ou esverdeadas na diarreia);
  • Toxoplasma;
  • Entre outros.

Lembrando que esses vermes, uma vez no organismo do pet, também podem desencadear doenças perigosas o que exige atenção redobrada dos tutores e a busca de orientação profissional assim que identificados os sinais. Além de garantir que as vacinas e vermifugação de seu bichano estejam em dia.

Doença inflamatória intestinal

A diarreia quando acompanhada de vômitos frequentes podem indicar que o pet tenha uma extrema sensibilidade alimentar por conta de uma inflamação intestinal, gerando dificuldade em absorver e digerir corretamente os alimentos consumidos por ele.

Mudanças psicológicas

Situações de estresse podem bagunçar um pouco o organismo dos bichanos e ocasionar também o sintoma no animal, pode ser elas: troca brusca de ambiente, solidão ou locais que gerem desconforto ao felino.

Envenenamento

O contato com o veneno mais conhecido “chumbinho” desencadeia uma intensa diarreia acompanhada de muco. Entretanto, além deste veneno, produtos tóxicos, produtos de limpeza, de dedetização, venenos e iscas para matar ratos, baratas e insetos também podem gerar envenenamento ocasionando o sintoma associado a vômitos e outras reações.

Veja os primeiros socorros de envenenamento em gatos AQUI

Seja qual for a causa do surgimento da diarreia em seu fofuxo, esteja sempre atento aos sinais dado por ele, o período de duração do sintoma e o aparecimento de outros ao longo do tempo e, principalmente, procure um médico veterinário para o diagnóstico e tratamento adequado.

E aí, gostou do nosso conteúdo? Então fique ligado aqui no nosso blog e saiba tudo sobre o mundo pet!

12.03.2020

Postado em Gatos, Sem categoria

Dê dua opinião

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.